Bebê engatinhando e introdução alimentar

  • Compartilhar Facebook
  • Compartilhar Twitter
  • Compartilhar Google +
18/11/2020

cuidados com a vida

Passada a fase da chegada do bebê, com os desafios de  preparação do quarto, organização do enxoval e prevenção de acidentes nos primeiros dias, novos desafios surgem! 

A criança agora está um pouco mais crescidinha e começa a engatinhar, a explorar outros ambientes, a se alimentar não somente de leite, etc. Quais são os cuidados que devem ser tomados nessa fase? 

Veja algumas orientações aqui:

Introdução alimentar 

O que você precisa saber sobre engasgos nessa fase:

  • Nunca deixe o bebê sozinho com a comida. Sempre tenha um adulto por perto enquanto a criança está comendo;
  • O bebê precisa estar sentado de forma ereta, nunca deve estar sentado na cadeirinha inclinada para trás;
  • Corte os alimentos em pedaços pequenos na hora de alimentar a criança;
  • Alimentos com formato arredondado podem obstruir a via aérea do bebê e causar engasgo. Sempre corte a uva e o tomate cereja, por exemplo, ao meio, na longitudinal. 

Cadeiras de alimentação e assentos elevatórios:

  • Uma cadeira segura deve ser equipada com um cinto suspensório para evitar que o bebê  escorregue para frente e para fora;
  • As tiras (tanto da cadeira, quanto do assento) devem ser resistentes ao puxão forte de uma criança, sem danificar ou romper a fivela;
  • Certifique-se de o assento de elevação esteja bem fixado à cadeira e não corre o risco de soltar;
  • Nunca, em hipótese alguma, deixe a criança sozinha na hora da alimentação. 

O bebê está engatinhando, e agora?

Saiba o que fazer para evitar intoxicação:

  • Guarde todos os produtos de higiene e limpeza, venenos e medicamentos trancados, em lugar alto e fora do alcance das crianças;
  • Mantenha os produtos tóxicos em suas embalagens originais para que as crianças não os confundam com alimentos;
  • Informe-se sobre quais produtos domésticos podem ser tóxicos. Itens comuns, como, por exemplo, enxaguantes bucais, podem ser nocivos se a criança os ingerir em grande quantidade;
  • Sempre preste atenção em onde deixa os produtos tóxicos enquanto os usa e mantenha a supervisão constante sobre eles;
  • Dê preferência por produtos cujas embalagens possuam tampas de segurança à prova de abertura por crianças;
  • Saiba quais plantas dentro e ao redor de sua casa são venenosas, remova-as ou deixe-as inacessíveis para as crianças. 

Evite as quedas nessa fase:

  • Mantenha camas, armários e outros móveis longe das janelas, pois eles podem facilitar que crianças os escalem e se debrucem para fora do prédio ou casa;
  • Use portões de segurança no topo e na base das escadas e corrimão. Caso a escada seja aberta, instale redes de proteção ao longo dela;
  • Mantenha as escadas livres de objetos;
  • Instale grades ou redes de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos. Os espaços das redes e grades devem ser de no máximo 6 cm;
  • Nunca, em momento algum, deixe a criança sem supervisão de um adulto.
Membro de
Patrocinadores Institucionais
Seja nosso parceiro

Seja também nosso parceiro


Desejo receber novidades da Criança Segura e/ou parceiros por e-mail.

Receba nossas notícias!

Cadastre-se para receber a nossa newsletter, ou se preferir baixe o arquivo clicando no botão abaixo.