Em todo o mundo, 1 milhão de crianças morrem por causas acidentais anualmente, o que é considerado uma epidemia global, segundo a Safe Kids Worldwide. Entretanto, apesar de muito comuns na infância e de o senso comum tratá-los como algo inevitável, 90% dos acidentes podem ser evitados com medidas simples de prevenção."

A Criança Segura monitora regularmente os dados relacionados a acidentes com crianças que acontecem no Brasil por meio da plataforma de dados do Ministério da Saúde, o Datasus.

Todos os dias, em média, 9 meninas e meninos brasileiros perdem a vida em decorrência de acidentes. Quando analisamos os dados de morte é possível verificar que os acidentes que mais tiram a vida de crianças de 0 a 14 anos atualmente são:

1°: trânsito

Os acidentes de trânsito envolvendo crianças têm mais prevalência quando elas estão na condição de ocupantes de veículos e, em seguida, quando são pedestres e sofrem atropelamentos. Esse tipo de acidente é a principal causa de morte de crianças de 5 a 14 anos no país. Saiba como prevenir acidentes de trânsito aqui.

2°: afogamento

Já os afogamentos são a principal causa de morte de crianças de 1 a 4 anos e podem acontecer em piscinas, rios, lagos, mar e até mesmo em banheiras e baldes. Saiba como prevenir afogamentos aqui.

3°: sufocação

A sufocação acontece quando há obstrução das vias respiratórias, seja por brinquedos, alimentos pequenos, objetos macios e até mesmo com conteúdo gástrico. Essa é a principal causa de morte acidental de bebês de até 1 ano de idade. Saiba como prevenir sufocações aqui.

Mortalidade por acidentes 2000 a 2018

Por outro lado, as internações de crianças de 0 a 14 anos costumam ser causadas por outros tipos de acidentes, como quedas, queimaduras, intoxicações e acidentes com armas de fogo.

As quedas são os acidentes que mais causam internações. Elas podem acontecer em diversas situações, como queda do sofá, cama, janelas, lajes, parquinhos e até mesmo por tropeções. Saiba como prevenir sufocações aqui.

Em segundo lugar estão as queimaduras. Esse tipo de acidente é trauma altamente doloroso e traumatizante para a criança e costuma acontecer por contato com chama, líquidos quentes e até mesmo por choques elétricos. Saiba como prevenir quedas aqui.

As principais causas de morte e internação, contudo, variam de acordo com a realidade dos estados brasileiros. Nos estados do nordeste e norte, por exemplo, a principal causa de morte por acidentes com crianças não é o trânsito, mas sim os afogamentos. Para que todos tenham acesso à esses dados, a Criança Segura faz a coleta e tabulação dessas informações, e disponibiliza o conteúdo de forma mais acessível a todos, para facilitar a compreensão do cenário nacional.

Abaixo, você pode acessar os índices de acidentes envolvendo crianças de zero a 14 anos por tipo de acidente, por faixa etária e por estado:

Download dos dados

Acidentes são a principal causa de morte de crianças com até 14 anos no Brasil. Por ano, mais de 3.300 meninas e meninos morrem por esse motivo e outras 112 mil crianças são internadas em estado grave.

Membro de

CONTATO