Trânsito

Atividade multimídia ensina como as crianças podem se proteger no trânsito da cidade

Foto: Criança Segura
  • Compartilhar Facebook
  • Compartilhar Twitter
  • Compartilhar Google +
30/06/2015

Projeto desenvolvido por cursista da Ong Criança Segura foi colocado em prática na cidade de Mogi das Cruzes de e já rende frutos.

A cursista Elisa Ide, que trabalha na Escola Municipal “Professora Cynira Oliveira de Castro”, de Mogi das Cruzes, fez parte da primeira turma de 2015 do Curso Online Criança Segura no Trânsito.

Além de passar conhecimentos sobre como evitar acidentes no trânsito, o curso da Ong estimula os participantes a elaborarem um plano de ação para colocar em prática o que foi aprendido. Com a orientação dos tutores, a cursista desenvolveu e aperfeiçoou seu plano de ação, onde estavam previstas sete atividades para serem colocadas em prática com seus 35 alunos de 7 a 11 anos.

Na sala de informática as crianças assistiram ao vídeo “Criança Segura – super pedestre” e também puderam jogar algumas partidas do game “Trânsito legal”, onde o objetivo é seguir uma trilha, obedecendo às regras e respondendo perguntas sobre o trânsito.

Em sala de aula elas complementaram o aprendizado do vídeo criando ilustrações das dicas de segurança no trânsito apresentadas. Para que a atividade agregasse ainda mais ao conhecimento das crianças, Elisa propôs que elas fizessem um “Jogo Teatral do Trânsito”. A atividade ajudou na assimilação da ortografia do banco de palavras, por meio do uso do ditado, da produção de texto e dramatização em grupo.

Agindo em parceria com a Secretaria de Transportes de Mogi das Cruzes , Elisa conseguiu levar as crianças na Escola Mirim de Trânsito, que fica no Parque Municipal Botyra Camorim Gatti. Os alunos, em grupos de 10, foram orientados no percurso, visualização dos semáforos, placas de sinalização, rotatórias, limite de velocidade, no uso correto dos equipamentos de segurança e educação com o próximo, utilização das bicicletas e o uso de capacetes.

Após a visita na Escola Mirim de Trânsito, e com o repertório que o game lhes deu, as crianças confeccionaram uma trilha gigante. Os alunos, divididos em grupos de quatro, começaram a jogar trilha, avançando, retrocedendo, obedecendo às regras e respondendo perguntas. Por fim, depois dos conhecimentos que as crianças adquiriram, elas puderam realizaram as atividades sugeridas do livro “Se essa rua fosse minha”, do Departamento de Trânsito do Estado de São Paulo (DETRAN.SP).

A cursista afirma que atingiu seu principal objetivo: levar informações de maneira lúdica de forma que as crianças absorvessem também os conhecimentos que ela adquiriu durante o curso da Criança Segura. Além disso, ela percebeu mudanças de comportamento da comunidade escolar após a realização das atividades como: pais notando o uso errado da cadeirinha do bebê , crianças que alertam os pais sobre a necessidade do uso do cinto de segurança, passaram a atravessar na faixa de pedestre e usara botoeira, botão para trocar o sinal do semáforo para atravessar.

Elisa está animada em continuar o projeto, mesmo já tendo concluído o curso: “As atividades que foram realizadas foram muito importantes. Eu quero desenvolver com outras turmas e incentivar mais pessoas a realizarem o curso Criança Segura. Através das atividades diversificadas, a assimilação foi surpreendente e a participação excelente, tiveram motivação em querer aprender e desenvolver as atividades”, finaliza.

Membro de
Patrocinadores Institucionais
Seja nosso parceiro

Seja também nosso parceiro


Desejo receber novidades da Criança Segura e/ou parceiros por e-mail.

Receba nossas notícias!

Cadastre-se para receber a nossa newsletter, ou se preferir baixe o arquivo clicando no botão abaixo.