Trânsito

CPTran e Criança Segura realizam blitz para fiscalizar o uso da cadeirinha

  • Compartilhar Facebook
  • Compartilhar Twitter
  • Compartilhar Google +
31/05/2019

No dia 31 de maio, o CPTran (Comando de Policiamento de Trânsito), em parceria com a Criança Segura e com a Iniciativa Bloomberg para Segurança Global no Trânsito, realizou uma blitz para fiscalização do uso de cadeirinha no bairro do Ipiranga, em São Paulo. Os representantes das organizações da sociedade civil estiveram presentes na ação para tirar dúvidas dos motoristas e verificar a correta instalação dos equipamentos.

Na ocasião, o principal problema averiguado pelos especialistas  policiais foi o mau uso e má instalação da cadeirinha. Apesar da maior parte das pessoas paradas na blitz estarem utilizando o equipamento, muitos estavam instalados de modo errado ou sem o cinto de segurança prendendo a criança. Quando a cadeirinha não está instalada de forma correta, ela não garante a proteção dos pequenos em caso de colisão. Por isso, é muito importante seguir corretamente o manual de instalação dos dispositivos e garantir que, depois de instalado, o equipamento não se mexe mais do que 2 cm para os lados ou para frente e para trás.

No começo deste ano, a Criança Segura e o CPTran firmaram uma parceria para formação dos policiais que fazem a fiscalização das leis de trânsito nas ruas. Por isso, a organização e o comando têm realizado algumas ações em conjunto, como essa blitz educativa. Essa estratégia de fortalecer a fiscalização do uso dos dispositivos de retenção é uma forma muito eficaz de reforçar a importância do uso correto da cadeirinha junto com a população.

Dados sobre acidentes de trânsito com crianças

Os acidentes de trânsito são a principal causa de morte de crianças de 5 a 14 anos no Brasil. A maioria desses óbitos acontecem com as crianças na condição de passageiras de veículos.

Uma das principais medidas que podem ser adotadas para evitar a morte de crianças nessa situação é a utilização de dispositivos de retenção veicular (bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação), que devem ser adequados ao peso, altura e idade da criança e estar bem instalados.

Entretanto, apesar do uso desses equipamentos ser obrigatório no país desde 2008, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre como usar esses equipamentos ou simplesmente não utilizam os dispositivos por não compreender a importância para a segurança de meninas e meninos.

Membro de
Patrocinadores Institucionais
Seja nosso parceiro

Seja também nosso parceiro


Desejo receber novidades da Criança Segura e/ou parceiros por e-mail.

Receba nossas notícias!

Cadastre-se para receber a nossa newsletter, ou se preferir baixe o arquivo clicando no botão abaixo.