Dicas

O que NÃO fazer em caso de queimadura

O que não fazer em caso de queimadura / Foto: Pixabay
  • Compartilhar Facebook
  • Compartilhar Twitter
  • Compartilhar Google +
07/06/2018

Entre as crianças e adolescentes de zero a 14 anos, as queimaduras são a segunda maior causa de internação por motivos acidentais. Apenas em 2017, mais de 20 mil meninos e meninas dessa faixa etária foram hospitalizados devido a esse tipo de acidente.

O tratamento de uma ferida gerada por uma queimadura é, na maioria das vezes, bastante dolorido e demorado e, em muitos casos, as vítimas acabam com cicatrizes e sequelas permanentes.

Meninos e meninas de zero a quatro anos correm mais risco ao sofrerem queimaduras do que adultos. Isso porque sua pele é mais fina e pode se queimar a temperaturas mais baixas e mais rapidamente. Uma criança dessa faixa etária exposta a água quente a 60° por três segundos terá uma queimadura de terceiro grau, lesão que requer hospitalização e enxertos de pele.

Com atenção e algumas medidas preventivas, é possível evitar que acidentes com queimaduras ocorram com as crianças. A Criança Segura tem uma lista extensa com diversas dicas simples que podem ajudar a impedir que esse tipo de acidente aconteça. Clique aqui e confira.

Mas, e se a queimadura já aconteceu? Como devemos agir? Ao socorrer uma criança ou adolescente que acaba de se queimar, muitas vezes pessoas cometem alguns erros que podem dificultar ainda mais a recuperação de meninos e meninas. Por isso, preparamos esse artigo com tudo o que você NÃO deve fazer em caso de queimadura.

NUNCA passe gelo, manteiga, pomada ou qualquer outra coisa na queimadura

A única coisa que podemos passar em uma queimadura é água corrente em temperatura ambiente (nunca gelada). Devemos usar a água por tempo suficiente para resfriar o local atingido para que a queimadura não continue a atingir camadas mais profundas da pele.

Qualquer outra receita caseira ou produto – até mesmo pomadas compradas em farmácias – não devem ser utilizados. A pele queimada fica extremamente sensível e qualquer coisa pode irritá-la ou causar uma infecção.

JAMAIS fure ou estoure as bolhas

Caso a queimadura forme bolha, não as fure ou estoure, pois elas servem como um curativo natural que protege o local da lesão. Ao furar uma bolha você está expondo o ferimento e corre o risco de infeccioná-lo.

NÃO tente retirar roupas ou outros materiais que tenham grudado na área queimada

Mesmo que a roupa da vítima tenha sido atingida pelo fogo, não devemos tentar retirá-la. Caso contrário, podemos estourar alguma bolha ou arrancar a pele que está grudada ao tecido, piorando ainda mais a lesão.

O que se pode fazer nesses casos é molhar a vestimenta para resfriá-la e aguardar a chegada de um profissional.

Em casos acidentes graves com queimadura, procure sempre ajuda médica o mais rápido possível. Não mexa no ferimento sem a orientação e supervisão de um profissional treinado para evitar piorar a lesão. Dessa forma, com certeza a recuperação da vítima será mais fácil e rápida.

Quer receber mais dicas sobre como evitar acidentes com crianças e adolescentes? Assine nosso Boletim de Notícias e fique por dentro de tudo o que acontece na Criança Segura.

Membro de
Patrocinadores Institucionais
Seja nosso parceiro

Seja também nosso parceiro


Desejo receber novidades da Criança Segura e/ou parceiros por e-mail.

Receba nossas notícias!

Cadastre-se para receber a nossa newsletter, ou se preferir baixe o arquivo clicando no botão abaixo.