Sufocação

Como evitar engasgos de bebês e crianças durante a alimentação

Como evitar engasgos de bebês e crianças durante a alimentação / Foto: Pixabay
  • Compartilhar Facebook
  • Compartilhar Twitter
  • Compartilhar Google +
03/07/2018

Não é algo tão fora do comum crianças (e até mesmo adultos) engasgarem com alimentos e bebidas durante as refeições. Entretanto, esse tipo de acidente pode ter consequências sérias, principalmente entre crianças de zero a quatro anos.

A sufocação e o engasgamento são a terceira principal causa de morte acidental de crianças e adolescentes de zero a 14 anos no Brasil. Em 2016, de acordo com dados do Ministério da Saúde, 826 meninas e meninos dessa faixa etária perderam a vida por esse motivo. Desse total, 636 óbitos foram apenas de bebês com menos de um ano de idade, o que torna esse o acidente que mais tira vidas de crianças menores de um ano no país.

Infelizmente, muitos desses casos fatais (23% do total) aconteceram devido ao engasgo com algum tipo de alimento. Por isso é tão importante que pais, familiares, responsáveis e cuidadores de crianças estejam sempre atentos e saibam como evitar esse tipo de acidente durante as refeições de meninas e meninos.

Leia mais: Folder “Cuidados com o bebê: saiba como garantir a segurança dos pequenos”.

Confira, a seguir, algumas dicas que irão te ajudar a prevenir acidentes envolvendo engasgos durante a alimentação de bebês e crianças.

Na hora das refeições, peça para que as crianças tenham calma e tranquilidade

Até os quatro anos de idade, as crianças ainda estão aprendendo a coordenar os esforços de mastigar e engolir os alimentos. Por isso, é importante que elas estejam calmas e tranquilas ao comerem, de preferência sentadas e que comam devagar.

Oriente as crianças a não falarem ou rirem enquanto estão se alimentando. Rir e falar são ações que mantém as vias aéreas aberta. Então, se houver alimento na boca nesses momentos, ele pode ser aspirado de forma involuntária, causando engasgo.

Ensine as crianças a mastigarem bem os alimentos

Crianças possuem os dentes menores que os adultos, por isso precisam mastigar melhor os alimentos para triturá-los bem antes de engoli-los.

Peça para que elas sempre comam de boca fechada e para que mastiguem bem os alimentos, com calma. Dessa forma elas não irão engolir nenhum pedaço muito grande que pode ficar preso em sua garganta, causando um acidente.

Corte os alimentos em pedaços pequenos e ofereça pequenas porções de cada vez

Além de terem os dentes menores, crianças também possuem as vias aéreas superiores (boca, garganta, esôfago e traqueia) bem menores que as de um adulto.

Por isso, para facilitar a mastigação e deglutição das crianças, corte os alimentos em pedaços menores e ofereça-os em porções pequenas. Assim, elas não ficarão com muita comida na boca de uma vez e conseguirão mastigar melhor, evitando acidentes.

Evite oferecer alimentos redondos e duros para as crianças

De preferência, evite oferecer para as crianças menores comidas como uvas, tomate cereja, ovo de codorna, cenoura crua cortada em rodelas, salsicha, pipoca, balas, chicletes, amendoim e castanhas. Devido ao seu formato, esses alimentos são facilmente engolidos inteiros de forma acidental e podem acabar ficando presos na garganta das crianças.

Caso deseje ofertá-los aos pequenos, corte-os em pedaços não redondos, no sentido longitudinal.

Quer aprender mais sobre como evitar acidentes com crianças? Então, faça o Curso para Familiares e Responsáveis da Criança Segura. É on-line e totalmente gratuito!

Membro de
Patrocinadores Institucionais
Seja nosso parceiro

Seja também nosso parceiro


Desejo receber novidades da Criança Segura e/ou parceiros por e-mail.

Receba nossas notícias!

Cadastre-se para receber a nossa newsletter, ou se preferir baixe o arquivo clicando no botão abaixo.