Campanhas

Campanha do Inmetro alerta sobre risco de tombamentos de móveis e TVs sobre crianças

Imagem da campanha que alerta sobre os riscos do tombamento de móveis e eletrodomésticos sobre crianças Imagem da campanha que alerta sobre os riscos do tombamento de móveis e eletrodomésticos sobre crianças
  • Compartilhar Facebook
  • Compartilhar Twitter
  • Compartilhar Google +
08/11/2017

A iniciativa, que tem o apoio da Criança Segura, pretende alertar pais, responsáveis, médicos e profissionais da educação sobre como evitar esse tipo de acidente

Entre os dias 6 e 10 de novembro, o Inmetro, com apoio da Criança Segura, realiza no Brasil uma campanha de conscientização sobre os riscos de acidentes com crianças em decorrência do tombamento de móveis e eletrodomésticos. Essa ação é direcionada a pais, responsáveis, classe médica e instituições de ensino infantil.

Para a campanha, o Inmetro preparou materiais informativos sobre esse tipo de acidente que serão divulgados a hashtag #fixaí nas redes sociais.

Foram criados dois infográficos sobre o assunto. Um com dados sobre como ocorrem os acidentes com tombamento de móveis e eletrodomésticos com crianças (clique aqui para ver) e outro com dicas sobre como evitar que esses casos aconteçam (veja aqui).

Cenário

Todos os anos, diversos casos desse tipo de acidente, inclusive fatais, são registrados em todo o mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, uma criança morre a cada duas semanas devido ao tombamento de móvel ou eletromésticos sobre ela.

Entre julho e agosto deste ano, o Inmetro realizou uma pesquisa para mapear os índices de acidentes vinculados ao tombamento de móveis e TVs no Brasil. Do total de participantes da pesquisa, 93% afirmaram já ter visto ou tomado conhecimento de casos de crianças escalando móveis. Entre esses,  77% afirmaram saber de casos de crianças que sofreram acidentes porque o móvel ou a TV tombou sobre elas. O levantamento revela, ainda, serem bastante elevados os percentuais de lesões leves em decorrência de tombamento de móveis ou TV (43,1%) e de lesões graves ou fatais (21,2%), o que reforça a necessidade de campanhas de conscientização como esta.

Para evitar esse tipo de acidente, a prevenção é a principal ação a ser tomada. É importante verificar em casa, por exemplo, se móveis como estantes, cômodas e racks, estão bem fixos à parede. Outra ação simples é prender TVs e outros eletrodomésticos de grande porte à parede ou ao móvel com abraçadeiras ou suportes adequados. Nada, porém, substitui a supervisão dos pais e responsáveis: as crianças são curiosas e tendem a subir no mobiliário para tentar alcançar algum objeto. É preciso estar sempre atento.

Essa é uma iniciativa global, que reúne 19 países, como como os Estados Unidos, Canadá e Austrália, e é organizada pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), criadora da campanha.

Dicas de prevenção

Evitar que esse tipo de acidente aconteça é bem simples. Confira as dicas abaixo:

– Fixe na parede ou no chão os móveis que corram o risco de tombar, como estantes e cômodas;

– Coloque a TV num móvel robusto e estável, adequado para suportar seu tamanho;

– Prenda a TV ao móvel com abraçadeiras para evitar que o aparelho deslize (e, para garantir a segurança, afixe-a à parede);

– Ao afixar TVs de tela plana diretamente na parede, num painel ou num móvel, siga as instruções do fabricante para garantir que elas estejam presas de forma segura;

– Se você tem em casa algum aparelho de TV de tubo de grande porte, coloque-o num móvel baixo e estável. Caso não o utilize mais, considere reciclá-lo;

– Em casos de acidentes de consumo envolvendo este tipo de produto ou qualquer outro acidente envolvendo um produto ou um serviço, faça o relato no Sinmac (www.inmetro.gov.br/sinmac).

Parceiros Internacionais
  • parceiro1
  • parceiro2
Patrocinadores
  • patrocinador1
  • patrocinador2
  • patrocinador3
  • patrocinador4
Seja nosso parceiro

Seja também nosso parceiro

Please leave this field empty.

Desejo receber novidades da Criança Segura e/ou parceiros por e-mail.

Receba nossas notícias!

Cadastre-se para receber a nossa newsletter, ou se preferir baixe o arquivo clicando no botão abaixo.