Dicas
Queimadura

Como prevenir queimadura

  • Compartilhar Facebook
  • Compartilhar Twitter
  • Compartilhar Google +

Dados

Entre os acidentes que podem acontecer com crianças, um dos mais devastadores é a queimadura, que todos os anos deixa milhares de crianças com sequelas permanentes. Na maioria das vezes, o tratamento dessas feridas é dolorido e demorado e, em muitos casos, as vítimas desenvolvem traumas físicos e psicológicos para toda a vida.

Segundo o Ministério da Saúde, em 2014, 19.970 crianças com idade de zero a 14 anos foram hospitalizadas vítimas de queimaduras. Em 2013, 291 crianças dessa faixa etária morreram por esse motivo e, desse total, 115 tinham entre um e quatro anos de idade.

Para ver outros dados sobre acidentes com crianças, clique aqui.

Características

Muitas das queimaduras que acontecem com crianças ocorrem dentro de casa. Os tipos mais comuns são as escaldantes (causadas por água ou vapor quente) e as térmicas (causadas por contato direto com fogo ou objetos quentes).

Meninos e meninas de zero a quatro anos correm mais risco de sofrerem queimaduras. Sua pele é mais fina que a de crianças mais velhas e adultos e, por isso, se queimam a temperaturas mais baixas e mais rapidamente. Uma criança exposta a água quente a 60° por três segundos terá uma queimadura de terceiro grau, lesão que requer hospitalização e enxertos de pele.

Além disso, até os quatro anos as crianças não têm capacidade de reconhecer riscos e podem não ter habilidade para escapar de uma situação de queimadura que ameace a sua vida.

Dicas de prevenção

 

Em casa

  • Mantenha as crianças longe da cozinha e do fogão, principalmente durante o preparo das refeições;
  • Cozinhe nas bocas de trás do fogão e sempre com os cabos das panelas virados para dentro, para evitar que as crianças entornem os conteúdos sobre elas. O uso de protetores de fogão é um cuidado a mais para evitar que a criança tenha acesso às panelas;
  • Evite cuidar, ficar perto ou carregar as crianças no colo enquanto mexe em panelas no fogão ou manipula líquidos quentes. Até um simples cafezinho pode provocar graves queimaduras na pele de um bebê;
  • Deixe comidas e líquidos quentes no centro da mesa, longe do alcance das crianças;
  • Não utilize toalhas de mesa compridas ou jogos americanos. As crianças podem puxar esses tecidos, causando escaldadura ou queimadura de contato;
  • Durante o banho do bebê, coloque primeiro a água fria e verifique a temperatura da banheira imergindo a mão inteira na água, espalhando os dedos e movendo a mão por toda a extensão da banheira, para ter certeza de que não há nenhum ponto muito quente;
  • Não deixe as crianças brincarem por perto quando você estiver passando roupa ou utilizando outro aparelho que produza calor, como secador de cabelo. Ao utilizá-los, desligue, tire da tomada e os guarde longe do alcance das crianças;
  • Fogos de artifício devem ser manipulados por profissionais e nunca por crianças. Nas festas juninas não permita brincadeiras com balões ou de saltar fogueira;
  • Brinquedos elétricos podem causar queimaduras. Evite brinquedos com elementos de aquecimento, como baterias e tomadas elétricas, para crianças com menos de oito anos;

Eletricidade

  • Verifique sempre o estado das instalações elétricas. Substitua as fiações antigas e desencapadas. Os fios devem ficar isolados em locais adequados como canaletas e conduítes e longe do alcance das crianças;
  • Evite ligar vários aparelhos eletrônicos em uma mesma tomada;
  • As tomadas devem estar protegidas por tampas apropriadas, esparadrapo, fita isolante ou mesmo cobertas por móveis;
  • Cuidados com eletrodomésticos em mau estado de conservação, como ventiladores e geladeiras. Eles podem causar choque e curto-circuito. Se possível, faça revisões ou a troca desses produtos;
  • Antes de consertos e reformas em sua casa, desligue a chave geral. Prefira os serviços de um eletricista;
  • Desligue o chuveiro antes de mudar a chave de temperatura;
  • Não coloque objetos metálicos (facas, garfos, etc.) dentro de equipamentos elétricos;
  • Considere a instalação de um dispositivo de proteção residual (DR) no quadro de distribuição de energia elétrica de sua casa. Esse aparelho tem a função de cortar a vazão de corrente elétrica que causa choques;
  • Só permita que as crianças empinem pipas em campos abertos, com boa visibilidade, sem a presença de fios e postes de eletricidade. Oriente-as quanto aos riscos do uso do cerol e de retirar a pipa caso enrosque na rede elétrica;
  • Oriente sobre os perigos de entrar nas áreas das estações de distribuição ou nas de torres de transmissão;

Inflamáveis

  • Guarde fósforos, isqueiros, velas e outros produtos inflamáveis em locais altos e trancados, longe do alcance das crianças;
  • Muito cuidado com o álcool. Ele é responsável por um grande número de queimaduras graves em crianças. Guarde o produto longe do alcance delas. Não deixe que ele faça parte da brincadeira, principalmente quando já houver alguma fogueira ou chama por perto. O mais seguro é substituir qualquer versão de álcool por outros produtos de limpeza doméstica, como água e sabão;
  • Nunca jogue álcool sobre chamas ou brasas, nem utilize esse produto para cozinhar;
  • Use velas e candeeiros somente em cômodos onde há a supervisão de um adulto. Garanta que elas não estejam perto de objetos inflamáveis, como isqueiros, acetona, móveis de madeira, cortina, mosquiteiro ou colchões;
  • Só acenda velas em recipientes apropriados, como lamparina, ou em um prato fundo com água;
  • Apague velas e candeeiros quando sair de casa, mesmo que seja por poucos minutos;
  • Deixe itens inflamáveis, como roupas, móveis, jornais e revistas, longe da lareira, do aquecedor e do radiador;
  • Tire todos os aquecedores portáteis do alcance das crianças;

O que fazer em caso de incêndio?

  • Trace uma estratégia de saída de emergência e um ponto de encontro fora da casa, dessa forma todos os membros da família podem ser encontrados rapidamente;
  • Instale detectores de fumaça em todos os pavimentos de sua casa e em toda área de dormir. Os equipamentos devem ser testados mensalmente para comprovar seu bom funcionamento;
  • Ensine as crianças a se arrastarem embaixo da fumaça durante um incêndio para evitar intoxicação e a tocar nas portas antes de abri-las – se estiverem quentes, a criança deve usar uma saída alternativa;
  • Explique para a criança que ela nunca voltar a um prédio em chamas, por nenhuma razão, nem mesmo para ligar para o número de emergência. A ligação deve ser feita depois de deixar o edifício ou a casa;
  • “Pare, caia e role”. Oriente a criança para que, se pegar fogo em suas roupas, ela pare, deite no chão e role de um lado para o outro rapidamente para extinguir as chamas;
  • Caso a casa tenha detectores de fumaça, as crianças devem conhecer o som do aparelho e saber como agir ao soar o sinal.

 

Seja nosso parceiro

Seja também nosso parceiro

Please leave this field empty.

Desejo receber novidades da Criança Segura e/ou parceiros por e-mail.

Receba nossas notícias!

Cadastre-se para receber a nossa newsletter, ou se preferir baixe o arquivo clicando no botão abaixo.